Logo ARCP Guariroba Campo Grande MS

Campo Grande
19 de Outubro de 2019.

ARCP

Área de Atuação

Atuação da ARCP Guariroba



A ARCP Guariroba atua em 65 propriedades rurais em uma área total de 36.194 hectares que compõem a Bacia do Guariroba. A Associação já conta com 23 propriedades associadas que apoiam as ações da ARCP em projetos como o Manancial Vivo, realizado pela Semadur - Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, em parceria com a ARCP Guariroba, IBAMA, OAB-MS, Águas Guariroba, IMASUL, universidades e outras instituições.

O objetivo da ARCP Guariroba é atrair a atenção dos produtores rurais da bacia para a importância de se ter uma representação dos direitos, necessidades e deveres dos proprietários da região, observando os resultados ambientais alcançados em cada propriedade, levando também instrução, educação e informação aos produtores e residentes sobre a seriedade de se cumprirem as leis e decretos ambientais. A intenção é de se evitarem os prejuízos e encargos financeiros, de forma que os direitos de cada associado sejam preservados.

Objetivos da ARCP Guariroba

I. Defender em bloco os interesses comum ou individual dos associados;

II. Orientar os associados ao cumprimento de toda legislação Ambiental, bem como a específica, que disciplina a utilização dos recursos naturais da Bacia do Guariroba;

III. Promover soluções conjuntas dos problemas de degradação ambiental existentes na micro-região, junto ao Poder Público;

IV. Reivindicar apoio técnico dos órgãos ambientais, sempre que necessário;

V. Apoiar o desenvolvimento da tecnologia agropecuária da micro-região, através da troca permanente de informações entre os associados, além do estabelecimento de convênios de cooperação com órgãos de extensão de pesquisa e ensino, públicas ou particulares;

VI. Fazer convênios com o poder público ou privado, objetivando obter meios e recursos para cumprimento de suas finalidades;

VII. Facilitar o acesso aos programas de incentivo aos associados, junto aos agentes financeiros, orientando-os na obtenção e aplicação de recursos;

VIII. Poderá efetuar repasses de operações de compra de insumos diretamente ao associado, facilitando e centralizando as operações de financiamento;

IX. Fomentar, na Bacia do Guariroba a adoção de práticas conservacionistas, promovendo a recuperação, conservação e preservação dos recursos naturais;

X. A Associação elaborará programas anuais ou plurianuais de ação, que deverão ser submetidos à Assembleia Geral e atender aos requisitos técnicos e aos imperativos legais pertinentes.


Histórico de acompanhamento e participação da associação na bacia do Guariroba

1995 Criação da Unidade de conservação Área de Proteção Ambiental

1996 Constituição da Associação da Recuperação, Conservação e Preservação da Bacia do Guariroba ARCP, 10 de Maio de 1996;

2009 Elaboração e Aprovação do plano de Manejo do APA - Guariroba;

2010 Criação do Programa Manancial Vivo (PMV). Lançamento do edital PMV na Sub bacia do Guariroba

2011 Lei n° 5025 de 22/12/2011, institui o Programa de Pagamento por Serviço Ambiental - PSA no município de Campo Grande;

2013 Primeiro Pagamento PSA a 5 produtores. Lançamento do Edital PMV - Sub bacia do Saltinho

2014 Aprovação das resoluções normativas de critérios para avaliação de pastagens e terraços para o PSA;

2015 Lançamento do Edital PMV - Sub bacias Guariroba e Saltinho. Pagamento por Serviço Ambiental PSA de 15 produtores;

2016 Lançamento do Edital 001/2016 PMV - Sub bacias Tocos - Rondinha e Reservatório.

Voltar